Descubra O Conceito E Saiba Como Usar Design Thinking

Publicidade

De modo geral, independente da formação, função ou área de atuação, em algum momento de sua vida já sentiu vontade de inovar. Isso porque, se trata de uma habilidade de conceber ideias que sejam eficazes e também acessíveis. Desse modo, hoje vamos falar sobre um dos segredos mais usados por quem deseja criar uma empresa, projeto ou produto de sucesso no mercado atual. Vale lembrar, que a Uber, Apple, Nubank e diversas outras, são frutos de ideias que inovaram o mercado.

Publicidade

Mas, ainda sim devem continuar com trabalho duro para manter inovação. Contudo, nem sempre isso acontece de modo espontâneo. Então, a inovação não pode acontecer apenas uma vez, ela precisa ficar integrada ao DND de uma empresa. Embora ser criativo e inovador seja algo difícil saiba que pode contar com o Design Thinking. Sendo assim, separamos nesse artigo dados para que descubra o conceito e como usar Design Thinking.

Qual o conceito do Design Thinking?

Antes de mais nada, o Design Thinking ficou baseado por meio de processos e métodos usados por designers. Dessa forma, se trata de um tipo de abordagem muito mais centrada por parte do usuário. Ou seja, sob uma ideia, ao pensar em criar algum tipo de solução para uma necessidade em aberto. O mesmo deve pensar qual a real necessidade humana atras de tudo. De modo geral, o intuito de usar esse método, se deve apenas ao fato de poder chegar em soluções inovadoras. Mas para isso deve adotar uma mentalidade de um designer.

Publicidade

Então, a partir de uma nova visão do usuário se pode abordar o problema em questão. Vale lembrar, que no mesmo instante o design thinking ainda conta com uma relação sobre a prática. Isso para que consiga transformar todas as suas ideias em processos tangíveis, testáveis e em produtos. Sendo assim, todo esse tipo de abordagem tem como objetivo obter algumas soluções práticas. Contudo, desde que seja viável em tecnologia e economia. Também deve ser algo considerado como desejável para um usuário.

De que forma o Design Thinking surgiu?

Ainda que essa proposta de design como modo de pensar tenha sido abordada por meio do Herbert A. Simon, em seu livro The Science Of The Artificial no ano de 1969. Podemos dizer que todo esse processo ganhou uma atenção maior devido ao fato de duas figuras populares do Vale do Silício. Primero, David Kelly, um professor da Universidade de Stanford que fundou uma consultoria de inovação IDEO. Segundo o seu colega, Tim Brown, que é o atual CEO da mesma empresa de consultoria e autor de “Change By Design”, que conhecemos como Design Thinking. Ou seja, um método de sucesso para anunciar o fim de velhas ideias no mercado.

Publicidade

Portanto, a ideia acabou sendo popularizada por meio da consultoria. Desse modo, esse método de abordagem foi apresentado e discutido no Fórum Econômico Mundial de Davos no ano de 2006. Após dois anos, acabou saindo nas capas da Havard Business Review. Desde então todo o mundo possui os olhos voltados para o design thinking.

Quais as etapas para usar o Design Thinking?

Em geral, todo o processo de Design Thinking, exige a aplicação de certas etapas. Embora não sejam consideradas como essenciais. Dessa forma, devido ao fato de ser feito em grupo, a execução acontece de modo paralelo. Além disso, podem ser refeitas caso seja preciso. Confira abaixo quais as cinco etapas do Design Thinking:

1- Crie Empatia

Primeiro, para que usar essa técnica você precisa ter uma compreensão com empatia. Isso para que você consiga saber quais as necessidades reais de uma pessoa envolvida no problema para qual buscar uma solução. Por exemplo, caso você esteja em busca de uma solução para os seus consumidores, deve pensar no que eles precisam, do que gostam e o que eles desejam de um produto.

2- Definição

Em seguida, você precisa analisar e colher inúmeros dados e sobre o problema. Essa etapa, essencial para que você consiga avaliar o que precisa ser resolvido ou criado. Assim, nossa dica é que você faça a criação de personas para te ajudar a manter o foco no ser humano antes de ir para os próximos passos da sua ideia.

3- Idear

Já nessa fase, você precisa se arriscar, então deve se desafiar em suposições para criar novas ideias. Sendo assim, todas as sugestões precisam fluir sem nenhum tipo de censura, medo ou receio de errar. Vale lembrar, que as duas primeiras fases teve deram uma base sólida para que você tivesse noção sobre o problema em questão. Além disso, você também pode usar alguns debates e outros pontos no processo.

4- Prototipar

Sobretudo, nessa fase o objetivo principal é que você faça a criação de protótipos para te ajudar na identificação das melhores soluções para os problemas. Portanto, busque fazer a produção de uma versão mais barata para que te ajude a investigar e avaliar o desempenho de suas ideias.

5- Testar

Enfim, para finalizar o processo você precisa testar e também experimentar os protótipos feitos. Embora essa seja considerada a fase final do método de designer thinking. Saiba que grande parte das equipes hoje em dia tendem a usar os resultados para definir outros tipos de problemas relacionados. Além disso, caso você precise voltar para uma etapa anterior para definir uma solução melhor não se hesite.

Publicidade

Agora que esta por dentro do conceito e como usar o designer thinking. Basta usar todos os nossos dados a seu favor para que consiga usar essa técnica. Assim, pode obter novas ideias inscreveis para inovar.

Gostou? Agora Crie o Seu Curriculo Abaixo:
Criar Currículo

Relacionados

Deixe seu comentário

Entrar em Contato / Política de privacidade / Termos De Uso /
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - 2022
CURRICULOBR.COM.BR
  • Linkedin
  • Facebook
  • Whatsapp
Nosso Website utiliza o cookies para garantir para você a melhor experiência possivel No site. OK | Mais informações